Como passar do violão para a guitarra

Atualizado: 14 de set.



As guitarras nasceram em 1930, como uma nova versão do violão. Com a necessidade de ampliar o som do violão, os primeiros modelos de guitarra tinham captadores que eram como minúsculos microfones.


No entanto, essa solução fazia os bojos da guitarra vibrarem, provocando um efeito de “feedback”. Então, o músico Les Paul criou um modelo diferente de captador que resolvesse esse problema e guitarras com corpo maciço começaram a surgir, que é como conhecemos a maioria das guitarras hoje.


Apesar das grandes similaridades, não podemos afirmar que os dois instrumentos são iguais.


O violão e a guitarra são bem diferentes em aspectos sonoros, técnicos e, principalmente, no repertório. Por isso, nesse artigo vamos sugerir o que um violonista pode fazer para se dar bem na guitarra. Vamos lá?



Diferenças entre violão e guitarra


A principal diferença entre esses dois instrumentos é que o violão possui um corpo oco, que facilita a propagação de seu som. A guitarra, no entanto, tem um corpo maciço (na maioria dos modelos) e, por isso, precisa de um amplificador para que seu som seja propagado.


Isso vai influenciar diretamente no timbre dos dois instrumentos. O timbre do violão é mais “encorpado”, enquanto o da guitarra se destaca nas partes mais agudas das músicas.

Por esse motivo também o violão geralmente é usado como base musical, enquanto a guitarra é bastante utilizada em solos e escalas. Ou seja, o repertório desses instrumentos é diferente.


A estrutura da guitarra foi projetada com este foco e também suas características de construção facilitam isso. As casas no braço da guitarra são mais estreitas e mais numerosas do que as do violão.


Como pode ver são bem relevantes as diferenças entre os dois instrumentos para categorizá-los como “iguais”. Não são iguais, principalmente se você levar em consideração a quantidade de efeitos, distorções e filtros sonoros que são aplicados ao som das guitarras.



Já toco violão. Como aprender a tocar guitarra?


Se você já toca violão, uma parte do caminho foi percorrida, pois a afinação padrão dos dois instrumentos são iguais, a forma de fazer os acordes são iguais e a posição das notas no braço também! Isso facilita a compreensão da guitarra, no entanto, é preciso se atentar para dois aspectos:


O primeiro é aprender o repertório da guitarra. Explorar bem todas as possibilidades de sons possíveis que o aspecto elétrico do instrumento te oferece.


Feito isso, foque em aplicar as técnicas que você já sabe também na guitarra. Você vai ver que a forma como você reproduz uma mesma técnica nos dois instrumentos é bem diferente.


Ahh, eu quero te ajudar nessa missão! Para estudar comigo você pode contratar aulas particulares e, assim, aprimorar ainda mais seus conhecimentos. Topa? Venha ser do #TimeViniciusDias!



Mas afinal, com qual instrumento devo começar?


Aqui existe um grande mito!


Quando eu comecei a me interessar por música ouvia muitas pessoas falando que era necessário aprender violão para depois aprender guitarra, mas a verdade é que você pode começar seus estudos tanto com a guitarra quanto com o violão, tudo depende do seu objetivo, da sua afinidade musical e do seu gosto.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo