Como improvisar na guitarra

Atualizado: 14 de set.



Saber improvisar é uma etapa importante na sua jornada de se tornar um músico. Essa é uma habilidade que deve ser trabalhada desde o início do seu estudo com a guitarra, primeiro melhorando a percepção, desenvolvendo o domínio rítmico e depois aplicando as escalas e notas musicais.


Para te ajudar nesse momento inicial das suas aulas de guitarra, preparei um passo a passo com exercícios que irão te guiar no desenvolvimento da improvisação. Com essas etapas, você vai conseguir mapear o braço do seu instrumento de ponta a ponta e aprender a improvisar.



NOTAÇÃO MUSICAL (TIRO-AO-ALVO)


O início de tudo é ter certeza que você conhece as notas no braço do instrumento, e eu preparei um exercício que pode te ajudar!


Para começar esse exercício, escolha uma nota e a toque em cada uma das cordas, uma por vez, indo do início ao final do braço do instrumento.


Treine com um metrônomo ou com uma alguma backing track simples de groove de bateria, tocando cada nota por quatro tempos, depois dois tempos, e, então, apenas um tempo. Assista esse vídeo para entender melhor:




NOTAS DE REPOUSO


Com uma backing track simples em Dó Maior, analise seus acordes e repouse nas notas que o formam, melhorando sua percepção musical.


Tente focar sua atenção nas trocas de acordes, ouvindo atentamente para saber (com sua intuição) qual nota vai encaixar melhor em cada momento e procure visualizar essa nota com uma certa antecedência.




PADRÕES RÍTMICOS


Toque as notas da escala de forma aleatória, mas seguindo um mesmo padrão rítmico.

A sequência do vídeo abaixo está sendo executada em duas notas por tempo e sempre buscando o repouso nas melhores notas para cada acorde.




PADRÕES MELÓDICOS


Neste exercício, toque as notas da escala seguindo o mesmo contorno melódico. Procure visualizar o mesmo padrão melódico de forma horizontal, vertical e diagonal.


Além disso, não se esqueça de repousar nas notas e prestar atenção nas trocas dos acordes.




TEMAS


Crie uma frase (tema) que você goste de ouvir e possa repetir várias vezes. Os temas são, geralmente, frases de grande apelo melódico ― como aquelas boas de assoviar ― e cíclicas, ou seja, ideias que você pode repetir algumas vezes dentro da sequência.



LICKS


Os licks são trechos de um solo de guitarra e são ótimas fontes de inspiração para aprender a improvisar.


Estude um lick por vez e use-o alternando com os temas, padrões rítmicos e melódicos, e repousos. É importante dizer que você deve se preocupar em aumentar o repertório de licks aos poucos e eles devem ser coerentes com o estudo atual.


Neste momento inicial, não misture licks de estilos diferentes.




DESENVOLVIMENTO


Agora é praticar tudo isso ao mesmo tempo, de forma criativa!


Aprenda novas formas de passear entre os padrões, temas e licks. Procure conectar as ideias aprendidas de forma que façam sentido com a melodia que você está desenvolvendo em seu improviso.




Cada um dos pontos de estudos mencionados acima podem render semanas e até meses de estudos, portanto, não tenha pressa. Enquanto você não dominar bem um determinado assunto, não avance com seus estudos.


Lembre-se: decorar uma sequência de notas não significa que você domina uma escala. Foque seus estudos sempre pelo seu sentido musical e abuse da criatividade.


Gostou das dicas? Então clique aqui e venha aprender ainda mais no #TimeViniciusDias!


5 visualizações0 comentário